quarta-feira, 26 de maio de 2010

Dio Mio (agora vou fazer títulos em italiano para sempre)

Iaquinta, Di Natale, Gilardino, Quagliarella, Guiseppe Rossi, Luca Toni e Pazzini.

Imaginem o que Portugal podia fazer com um dos pontas-de-lança italianos. (bastava um, ao calhas).


edit: esqueci-me do Borriello.

1 comentário:

Diogo Hoffbauer M. Dias disse...

Já para não falar do defesa-esquerdo Fabio Grosso, que ficou de fora dos 23 da Itália.